---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Economia

Publicado em 04/11/2014 às 13:46

A economia básica do Município é a agricultura predominando de forma destacada a agricultura diversificada, própria de minifúndios, que em geral não possuem mais que três colônias de terra, destacando - se como principais produtos: milho, soja, feijão, arroz, mandioca, fumo e trigo. Na pecuária destacam - se: bovinocultura (principalmente leiteira), a suinocultura e a avicultura.
Destacam-se aviários, oferecendo aves para o abate do Grupo Chapecó, Frigoaves de Maravilha, Cooperativa Regional Itaipú LTDA de Pinhalzinho, Cooperativa Central Aurora de Maravilha e para Sadia SA de Chapecó. Podemos destacar ainda a produção de leite, que constitui-se na maior fonte de renda do Agricultor. Também grande criação de suínos e gado para abate em todo Município. E, neste contexto, brevemente Serra Alta terá seu abatedouro, com inspeção Estadual.
A produtividade nas lavouras do nosso município é baixa, na grande maioria das propriedades, em função de alguns fatores limitadores, que podem ser resumidos como segue:
Inadequado sistema de exploração da terra, que na maioria das propriedades ainda bastante rudimentar;
Enfraquecimento do solo pelo uso intensivo e contínuo, sem a devida reposição de nutrientes;
Erosão devido a insuficiência de práticas de conservação do solo;
Uso excessivo e abusivo de produtos químicos (agrotóxicos e adubos químicos altamente solúveis);

PRINCIPAIS ATIVIDADES ECONÔMICAS

INDÚSTRIA E COMÉRCIO
No setor industrial destacamos o ramo moveleiro. O Município possui em torno de quinze indústrias. Predomina a extração e beneficiamento de madeira, com fábrica de móveis, esquadrias, portas lisas e entalhadas, que são comercializadas em grande escala em São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
As indústrias são responsáveis pela poluição ambiental. São pequenos poluidores, basicamente oriundos de pó de madeira e fumaça. Neste sentido, está sendo construído forno adequado para queima de restos de madeira e construção de silo apropriado para armazenagem de pó.
No setor comercial, há predominância de comércio em geral, com compra e venda de suínos e produtos coloniais e várias empresas de prestação de serviços.

ENERGIA ELÉTRICA
No perímetro urbano - 100% das residências possuem energia elétrica, sendo abastecidas pela CELESC (Centrais Elétricas de Santa Catarina).
No interior do Município mais de 95% das propriedades possuem energia elétrica, sendo abastecido pela CERAÇÁ (Companhia de Eletrificação Vale do Araçá LTDA.) e pela CELESC.

SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA
No perímetro urbano - O abastecimento de água na sede é feito através de rede municipal e a água é captada de poço artesiano sendo que e feito freqüentemente a analise da água para ver sua qualidade. 95% da população urbana é atendida por este abastecimento.
Na área rural - Grande parte dos agricultores possui fontes normais de água e muitas famílias já possuem fontes protegida. Também possuímos poços artesianos em algumas comunidades do interior, que funcionam como uma rede de água semelhante à que existe na sede. No meio rural também constatamos alguns problemas com relação à água utilizada para consumo, como a falta de proteção em muitas fontes, a contaminação por agrotóxicos e a contaminação por dejetos animais.

SISTEMA DE SANEAMENTO BÁSICO
Perímetro Urbano: 90% Das residências possuem banheiro com fossa rudimentar e algumas com fossa séptica.
Área rural: A maioria das famílias possui fossa rudimentar e alguns ainda não possuem banheiro, que são poucos os casos.
Quando referimo-nos ao saneamento detectamos como um dos principais problemas é a acumulação e mau tratamento dado aos dejetos dos animais, o que acaba contaminando propriedades, já que a maioria possui fossa rudimentar.